MENU
  • Leonardo Araújo Redator D-Logic

O MERCADO IMOBILIÁRIO PORTUGUÊS DURANTE A PANDEMIA


Apesar dos momento difíceis vividos em Portugal durante a pandemia mundial do COVID-19, o mercado imobiliário português se reinventou e superou as expectativas de muitos especialistas do setor.

O IMPREVISÍVEL

Até o fim de 2019, o mercado imobiliário em português vivia uma era de prosperidade e crescimento constantes, apesar das crises económicas de 2008 e 2012. A princípio, tudo apontava para um 2020 promissor, com projeções otimistas, tanto para o mercado interno, quanto para o mercado internacional de investimentos.

Pandemia do Corona Vírus

O mundo e o mercado em alerta

Porém, o imponderável surgiu e mudou o cenário económico mundial de forma dramática, a pandemia do Corona Vírus.

 

OS PRIMEIROS MOMENTOS

Ou seja, um vírus altamente contagioso, que até onde se sabe surgiu na cidade de Wuhan, na zona central da China,  começou a infetar as pessoas. Este vírus provocava problemas de saúde que levaram a estados graves de saúde e até mesmo à morte. 

Em outras palavras, em questão de poucos meses viu-se instalada uma pandemia mundial e consequentemente os mercados financeiros começaram a ser afetados em todos os países do globo.

Crise nos mercados

Crise nos mercados mundiais

Imediatamente, as incertezas e dificuldades de combate ao vírus fizeram cair diversos tipos de mercados. Primeiramente, os negócios que tinham o comércio direto com as pessoas passaram a ter dificuldades.

Numa primeira fase, o mercado imobiliário mundial sentiu os efeitos de toda esta situação e registou quedas nas vendas e desaceleração comercial em quase todos os países. Ou seja, aqui em Portugal não foi diferente.

 

O CAMINHO DA VIRADA PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO PORTUGUÊS

Como muitos especialistas em economia e empreendedorismo já escreveram, toda a crise abre portas para novas oportunidades. Aos poucos ficou claro que a pandemia seria duradoura. Nesse sentido, coube ao mercado imobiliário português procurar medidas que possibilitassem retomar as atividades comerciais de alguma forma.

A tecnologia e O mercado imobiliário português

Videochamada para atender os clientes

Dessa forma, o caminho mais rápido para viabilizar a retomada do comércio imobiliário, foi utilizar as ferramentas tecnológicas. Apoiadas pela internet, as empresas e órgão reguladores do mercado imobiliário, passaram a adotar medidas para salvar o mercado.

 

AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS

A utilização da internet em diversas áreas atingiu índices históricos pelo mundo. Como resultado, a grande redes tornou-se o melhor veículo de comunicação durante o período de isolamento social.

As empresas do imobiliário, adotaram em massa, ferramentas que foram fundamentais para permitir a retomada dos negócios. As Visitas virtuais, reuniões por videochamada, redes sociais e realidade aumentada, foram apenas algumas delas.

Realidade virtual

Realidade virtual – O futuro das visitas

O governo também se envolveu para ajudar a socorrer as instituições imobiliárias. Tornou alguns processos físicos em digitais, entre outras inovações que devem perdurar após o controlo da pandemia.

 

ADAPTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO MERCADO IMOBILIÁRIO PORTUGUÊS 

O mercado imobiliário, de uma forma geral, adaptou-se à nova realidade e recuperou-se rapidamente de uma iminente crise que se aproximava. Ao contrário do que se esperava, a queda no comércio  não foi tão grande. Muito disso ocorreu devido a investimentos estrangeiros e à área da construção civil.

Dessa forma, a utilização das tecnologias nas transações imobiliárias foram imensas. Entretanto, muitas delas já existiam e aceleraram um processo de modernização que já era esperado para o setor, mas que foi adiantado face às necessidades das empresas de manter a sua capacidade comercial.

Imóveis - sempre um grande investimento

Imóveis – sempre um grande investimento

Apesar de tudo, o mercado soube recompor-se e aproveitou o momento para se reinventar.  Como resultado, os envolvidos no negócio imobiliário viram novas possibilidades de atendimento e inovações que agregaram valor aos seus produtos.

 

UM FUTURO PROMISSOR

Acima de tudo, o mercado imobiliário foi um dos poucos setores económicos que se consegui manter estável, durante esta imprevisível situação mundial. Desde já, várias projeções de mercado, feitas por instituições credenciadas e especializadas no setor, apontam para uma recuperação muito rápida aqui em Portugal.

Um mercado sólido

Um mercado sólido

Enfim, O futuro de mercado imobiliário no nosso país é muito promissor! Nesse sentido, passar por uma turbulência desta, de maneira relativamente tranquila, mostra o quanto este setor económico é forte e deverá manter-se assim por muitos anos.

  • Leonardo Araújo Redator D-Logic
Open chat